Notícias 22 Outubro 2019

Comunicado sobre início Planejamento preparatório do inventário Barco e Motores no Clube de Pesca de Pirai

Tendo em vista o caminho longo a percorrer resolvemos destacar como lembrete alguns pontos que nos levam até o Estatuto do Clube, Regimento interno, Marinha e Comodato com a Light.
 
Das Embarcações
Artigo 21º - (Regimento interno) – Nenhuma embarcação ou Motor de popa poderá permanecer nas de pendências do Clube se não estiver legalizada na Capitania dos Portos, e com os documentos obrigatório pagos.
Artigo 24º - (Regimento interno) O barco e motor sob guarda no Clube só serão entregues ao respectivo proprietário.
 
§ 2 º - (Regimento interno) em caso de empréstimo, permanente ou eventual, o proprietário deverá apresentar à Secretaria do Clube a INDISPENSÁVEL autorização escrita, na qual constarão obrigatoriamente os números de
célula de identidade e matriculas das partes, além da declaração expressa de que o Clube não terá, em hipótese alguma, responsabilidade por tais empréstimos.
 
& 3º - (Regimento interno) fica terminantemente proibido o empréstimo de embarcação para qualquer pessoa que não outro associado, salvo na hipótese de o próprio sócio proprietário da embarcação estar acompanhando o seu
convidado dentro do reservatório, se responsabilizando pelos atos praticados pelo mesmo.
 
Artigo 25º - (Regimento interno) para remoção do barco ou motor das dependências do Clube, por períodos determinados ou definitivamente, será necessário o preenchimento de uma guia de saída junto ao responsável pelo porto e mais a devida documentação junto a secretaria.
 
Da Navegação
Artigo 26 º - (Regimento interno) para dirigir embarcação motorizada, o sócio deverá estar legalmente habilitado e documentado, conforme Lei e exigência das Capitanias dos Portos.
 
SEÇÃO V – Dos deveres dos sócios e de seus dependentes (Estatuto)
 
Artigo 23 – Constituem obrigações dos Sócios e de seus dependentes:
 
I – Cumprir, respeitar e contribuir para que todos respeitem e cumpram o presente Estatuto, Regulamentos, Regimento Interno e Deliberação dos poderes competentes;
 
IX – Comunicar a Secretária do Clube, por escrito, as alterações de endereço, profissão, estado civil e outras que possam modificar as declarações exigidas quando de sua admissão no quadro Social;
 
XII – Para os fins Estatuários e trabalhistas, os sócios Patrimoniais ¨A¨ são responsáveis por seu caseiro ou serviçais ainda que eventuais, notadamente no que se refere ao capitulo relativo às penalidades.
 
NORMAM – MARINHA DO BRASIL – NORMAS – SEÇÃO II 216 E 217
 
216 – MARCAÇÕES E INSCRIÇÕES NO CASCO
 
a) Marcações:
1) Embarcações em Geral – toda embarcação deverá ser marcada de modo visível e durável:
Na popa – nome da embarcação juntamente com o porto e número de inscrição, com letras de, no mínimo, 10cm de altura e números de, no mínimo, 2 cm de altura; e Nos Bordos – nome nos dois bordos podendo ser no costado ou nas laterais da superestrutura, a critério do proprietário, em posição visível e em tamanho apropriado às dimensões da embarcação.
Informamos que:
 
a) Todo arquivo do clube foi verificado e anotado todas as pendências encontradas;
b) Partiremos para digitalização de todas as documentações existentes;
c) Faz parte do inventário Motores, Barcos, Ranchos, Documentações em geral e caseiros.
d) No mês de novembro será passado a todos os sócios o Planejamento detalhado até que se chegue ao
resultado final e LEILÃO DOS EXCEDENTES NÃO IDENTIFICADOS.
 
A DIRETORIA
 
 
Last modified on 22 Outubro 2019